MundoZ! Portal de Conteúdo.

Carros

Seguro de carro: franquia e cálculo

O seguro auto não se destina somente para cobrir despesas com sinistros.
Tempo de leitura: 8 minutos

Ter seguro do veículo é essencial para eventualidades como acidentes e roubos - os chamados sinistros. Existem muitas dúvidas sobre a contratação de seguro para automóveis, mais especificamente sobre valores e sobre as proteções contempladas nas apólices de seguro.


Como funciona o seguro de carro?


O seguro auto trata-se de um contrato fechado entre o proprietário do automóvel e uma empresa seguradora, onde o contratante paga um determinado valor para que, em caso de sofrer algum prejuízo decorrente de sinistro (como roubo, e até mesmo danos pessoais ou a terceiros) previsto na apólice, seja ressarcido pela seguradora.

Veja também

- Como é calculado o valor do seguro de carro
- Os principais tipos de 'seguro auto'
- Seguro de carro usado: Como funciona?


Como funciona uma franquia de seguro de carro?

A franquia do seguro é um valor que o contratante precisa pagar ao prestador do serviço de mecânica ou ao serviço de lanternagem, caso se envolva num sinistro e tenha que acionar a apólice de seguro. A franquia é cobrada somente se houver a necessidade de conserto do veículo do contratante, se o dano for parcial e inferior a 75% do valor de mercado do veículo.

O preço da franquia pode variar em cada caso, uma vez que muitas variantes podem ser consideradas, a começar pelo perfil do condutor. Mas não existe cobrança de franquia em caso de perda total do veículo. Se o valor do reparo do veículo for para o veículo de um terceiro e se a apólice do seguro contemplar danos contra terceiros, a taxa da franquia não será cobrada e neste caso a seguradora assume toda a despesa, mas desde que o valor não seja maior do que aquele especificado no contrato do seguro.

Como é feito o cálculo do valor do seguro de carro?

 
O valor do seguro é calculado a partir do valor de mercado do automóvel que será segurado. Mas também é determinado pelo nível de risco ao qual o automóvel é submetido normalmente.

E é justamente por este motivo que as seguradoras exigem o preenchimento de extensos questionários, onde as informações do segurado e do veículo, tais como endereço e até mesmo o local onde o carro fica estacionado, são comparadas com o banco de dados de cada empresa seguradora, como por exemplo, o índice de eventos de sinistros de cada modelo de veículo numa determinada região.


Qual o preço do seguro total de um carro?

Não há uma tabela exata de valores para cada modelo de veículo. Existem muitos fatores que influenciam na formação do preço do seguro, como por exemplo, o preço de tabela do veículo, o tempo de fabricação, os custos de manutenção e reparabilidade, além do índice de roubo e do índice de sinistralidade. O preço, inclusive, pode até variar de uma seguradora para outra.

Como fazer o acionamento do seguro de carro?

 

A empresa seguradora deve ser informada em caso de sinistro envolvendo o veículo segurado, seja por causa  de uma colisão, onde haja perda parcial ou total, ou mesmo o roubo do veículo. Geralmente, as seguradoras oferecem uma central de atendimento que pode ser contatada 24 horas por dia.

No caso de uma batida, todas as pessoas que se envolveram no acidente precisam fazer um boletim de ocorrência. Neste documento, constará a versão de cada um dos envolvidos e suas respectivas assinaturas, servindo como comprovante da veracidade do fato.

Na sequência o segurado deve entrar em contato com a seguradora ou mesmo com a corretora de seguros para esta possa prestar a devida assistência no processo de sinistro.


Quando é preciso pagar a franquia do seguro de carro?


O valor da franquia do seguro deverá ser pago apenas para o conserto que seja feito no veículo do próprio segurado, e mesmo assim se a avaria for considerada parcial e que possa passar por recuperação. E neste caso, o segurado deverá pagar o valor da franquia, estipulado no contrato.


Como deve ser feito o pagamento do valor da franquia do seguro?

O pagamento da franquia precisa ser feito diretamente à oficina ou ao profissional responsável pelo trabalho de reparo do veículo. E como a franquia corresponde somente a uma parte do valor do conserto, a seguradora deverá arcar com o pagamento do restante da despesa.

O seguro de carro deve ser pago todo os meses?


As formas de pagamento podem variar segundo os critérios de cada seguradora. Mas geralmente, pode-se fazer o pagamento à vista, via boleto bancário, cartão de crédito ou mesmo com débito em conta. Ainda é possível fazer o parcelamento do valor em até 12 vezes, e neste caso pode haver a incidência de cobrança de juros, em decorrência do prazo de pagamento.


Como funciona o seguro de carro alugado?

Normalmente os automóveis de locadoras já tem seguro, sendo que neste caso, o custo do seguro é repassado ao cliente. A grande maioria das locadoras acrescenta o valor do seguro no preço da locação do veiculo. Algumas ainda oferecem a opção de contratação do seguro, a parte, sendo que neste caso, o cliente fica com o ônus de arcar com os custos em caso de sinistro.

Então, o ideal é dar uma boa lida no contrato de locação, antes sair com um carro de locadora.

Seguro para carros antigos, como funciona?


Veículos com dez anos ou mais, de fabricação, são considerados automóveis antigos, pelas seguradoras. Nesta modalidade é possível encontrar apólices com cobertura contra furto, roubo e colisão, assim como assistência 24h, mas nem sempre a seguradora oferece todas as coberturas do seguro tradicional.

No que chamamos de seguro tradicional o segurado pode usar peças provenientes dos 'desmanches  autorizados', o que acaba facilitando a compra de peças de reposição com preços menores.

Um ponto importante é que esta modalidade de seguro não cobre os veículos de colecionador. Para estes, algumas (poucas) seguradoras tem apólices especiais de seguro, onde é oferecido somente a assistência 24 horas - o que é muito útil no caso de panes, que são problemas recorrentes nos automóveis mais antigos.

Embora as seguradoras não costumem ressarcir o segurado por danos causados por colisões, e isso se deve ao fato de que existe uma grande dificuldade em obter os valores das peças de reposição.


Seguro de carro para terceiros: Como funciona?

Esta modalidade de seguro visa proteger contra colisões com outros veículos. No jargão das seguradoras isso é conhecido como 'RCF-V' ou Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos, onde a indenização, segue  o valor estipulado na apólice do seguro, cobrindo danos causados em veículos de terceiros e até mesmo às pessoas envolvidas na ocorrência, incluindo pedestres.


Como escolher o melhor seguro de carro?

A primeira coisa é fazer uma boa pesquisa antes de optar por uma seguradora, prestando muita atenção ao tipo de seguro que melhor atende as necessidades do segurado.

É interessante fazer muitas cotações de seguro nessa fazer, além de fazer uma boa verificação sobre a  credibilidade da seguradora no mercado, e isso começa pela habilitação da empresa junto à Superintendência de Seguros Privados, a Susep.

Não esqueça ainda, de verificar quais os tipos de cobertura oferecidas por cada seguradora, geralmente há diferenças entre uma empresa e outra, depois disso tudo procure contratar somente o que você realmente precisa.


Acionamento do seguro de carro. Quantas vezes pode ser acionado?


A verdade é que não há um limite da quantidade de vezes para o acionamento da cobertura por perda parcial, como consertos em caso de colisão ou mesmo para qualquer problema que exija a necessidade de reparo no veículo.


O que é preciso para acionar o seguro de carro?


Para acionar a apólice do seguro, o segurado deve se identificar através da documentação pessoal - RG ou CPF - ou ainda informando o número da apólice que costuma estar impressa no cartão do segurado.

No caso de acidentes, é recomendável ainda registrar um boletim de ocorrência, que será exigido pela seguradora para o ressarcimento dos danos.

O que é coberto pelo seguro de carro?

Toda a apólice de seguro contempla a chamada "cobertura de casco", são aquelas ocorrências diretamente ligadas ao veículo como um todo e que afetam o funcionamento do mesmo. Essa lista inclui:


1- Colisão, abalroamento, derrapagem e capotagem;
2- Acidente envolvendo o veículo quando este estiver sendo transportado por qualquer meio, comum e apropriado;
3- Roubo ou furto, parcial ou total, do veículo;
4- Queda de qualquer tipo de objeto externo sobre o veículo, tal como pedras, vasos, etc;
5- Danos ocasionados por terceiros, desde que sendo em ato isolado, de forma esporádica e involuntária;
6- Danos ocasionados por alagamento, enchentes ou inundações, incluindo os casos de veículos guardados em garagens de subsolo, desde que o condutor não force a passagem em locais com alagamento;
7- Eventos ocorridos durante ressaca, vendaval, granizo, furacão, terremoto ou raios;
8- Incêndio ou explosão.


Quanto custa o seguro de um carro popular?


O preço do seguro de qualquer modelo de veículo costuma ser determinado seguindo diferentes fatores.  Dentre eles figuram o ano de fabricação e o modelo do veículo, além das demais informações do segurado,  tais como sexo e idade, além do endereço residencial, por exemplo.


O que é o risco do seguro?


O risco do seguro trata-se de um compilado de técnicas e procedimentos que visam evitar a ocorrência de eventos que possam prejudicar o segurado e que possam minimizar efeitos de sinistros. Isso se deve ao fato de que a existência do seguro está diretamente ligada à eventualidade de riscos, tais como:

- risco de ser assaltado;
- risco de acidentes;
- risco de falência, dentre outros.


O que é 'importância segurada'?


A 'importância segurada' ou o 'capital segurado' trata-se do valor firmado na apólice de seguro. Através deste valor é determinado o valor máximo da indenização que deve ser paga por parte da seguradora, em caso de sinistro.

O que é o 'risco puro'?

Risco Puro ou 'risco absoluto' é qualquer tipo de risco que esteja fora de controle, nessa situação, as seguradoras abordam dois cenários:

1 - Perda completa;
2 - Nenhuma perda.

O risco puro normalmente ocorre em consequência de desastres naturais, ou ainda incêndio ou morte, são situações que estão totalmente fora do controle do segurado e não podem ser previstas.

 

 RELACIONADO

Cotação de seguro auto. Quais são os tipos de seguro de carro

...

MundoZ! Carros & Motos
Author: MundoZ! Carros & Motos
Se você gostou do nosso artigo curta, compartilhe com seus amigos. Isso nos ajuda a continuar criando matérias interessantes e conteúdos incríveis para nossos leitores.

RELACIONADOS

Manutenção preventiva: deixe seu carro sempre em dia

A manutenção preventiva ajuda a conservar o automóvel sempre em ótimo estado e reduz despesas desnecessárias, além de aumentar a segurança.
Tempo de leitura: 6 minutos
Carros

Carros

159 mil automóveis Tesla podem apresentar falhas por causa de memórias 'gastas'

159 mil automóveis Tesla podem apresentar falhas por causa de 'memórias gastas'

Mesmo se receberem correções, os carros com chips ainda podem apresentar problemas no futuro.
Tempo de leitura: 5 minutos.
Carros

Carros

O carro da BMW que reinventou o design de automóveis

O carro da BMW que reinventou o design de automóveis

Um conceito inovador introduzido pelo BMW Group Design prepara o terreno para esta nova abordagem.
Tempo de leitura: 2 minutos.
Carros

Carros

Os preços de seguros dos 10 veículos mais vendidos do mercado

Os preços médios de seguro de carro para os modelos mais vendidos em cinco capitais
Tempo de leitura: 8 minutos
Carros