• Pesquisar
  • Abrir menu

O que é amor-próprio?

Veja o amor-próprio como uma prática de autocuidado e transforme a maneira como você se relaciona consigo mesma e com as outras pessoas.
Tempo de leitura: 4 minutos
Uma mulher jovem usando óculos e refletindo sobre o que é amor-próprio?

Amor-próprio significa ter atitudes que favorecem a sua saúde física, mental e emocional. Significa se conhecer melhor. Entender quais são os seus limites, não abrir mão deles e saber comunicá-los aos outros, sem culpa.

Nos meus atendimentos às mulheres no consultório, percebo que há uma dificuldade muito grande por parte de algumas mulheres em relação a aprender a amar a si mesmas.

Tais dificuldades podem ter raízes em crenças, aprendizados ou situações traumáticas.
 
Pode parecer estranho essa ideia de cultivar o amor-próprio, afinal, fomos ensinadas a oferecer amor aos outros, não a nós mesmas.


É muito comum nós mulheres, ocuparmos o lugar de cuidadoras. Estamos com frequência oferecendo amor aos filhos, aos pais, aos amigos, aos parceiros e, no entanto, encontrando muita dificuldade em oferecer amor a nós mesmas.
 
Para que você encontre maneiras de se cuidar separamos cinco benefícios que o amor-próprio pode lhe proporcionar.


Cinco benefícios do amor-próprio

 

Já parou para pensar como seria de fato a sua vida se você deixasse de lado a culpa, o medo, a autocrítica e começasse a se tratar com mais carinho e gentileza? Para você começar a colocar em prática e aprender a se amar mais separamos cinco benefícios que cultivar o amor-próprio pode lhe proporcionar.
 

- Tornar-se uma pessoa mais gentil


Falamos tanto no quão bonito é ser gentil com as pessoas, não é mesmo? mas saiba que ser gentil consigo mesma não é somente algo bonito, mas saudável.

Caso você não saiba como ser gentil consigo mesma, pode começar a experimentar a falar com você da mesma maneira que você falaria com uma amiga íntimo que esteja passando por uma fase difícil.


- Ter mais energia para desfrutar a vida


Quando cultivamos o amor-próprio começamos a priorizar nossas necessidades, a cuidar mais de nós, o que acaba de certa forma renovando a nossa energia e nos proporcionando bem-estar.


- Relacionamentos mais saudáveis


Se não aprendemos a nos amar, corremos o risco de ficarmos sempre à procura de alguém que nos ame e que nos faça sentir que temos valor, o que pode nos colocar em relacionamentos tóxicos.

Desenvolver o amor-próprio nos ajuda a ter atitudes e perspectivas mais saudáveis nos relacionamentos.


 - Aumentar a autoconfiança


Quando cultivamos o amor-próprio, ampliamos o nosso autoconhecimento. Passamos a conhecer mais sobre nossas habilidades e aprendemos a fortalece-las, o que nos ajuda a confiarmos mais em nós mesmos.


- Aumentamos o nosso senso de valor


Tal senso de valor não está ligado apenas ao sucesso pelos objetivos conquistados, mas pelo valor de ser quem você é.

Com todas as suas qualidades e imperfeições. Como você pode ver, o amor-próprio são atitudes que levam você a ter mais confiança em si mesma, além de aprender a se tratar com mais carinho e gentileza.
 
Portanto, inclua o amor-próprio como uma prática de autocuidado e transforme a maneira como você se relaciona consigo mesma e com as outras pessoas.
 
Leia também
- Cinco maneiras de cultivar o amor-próprio
 
 
 
 

Adriana Fernandes
Author: Adriana FernandesWebsite: http://adrianafernandes.com.br
Psicóloga.CRP 04/39812 Apaixonada por livros e poesia.