Vida e Saúde

O que é autocompaixão?

Para trabalharmos a nossa dor, antes, precisamos reconhecê-la, afinal, só podemos acolher aquilo que conhecemos.
Tempo de leitura: 4 minutos

Autocompaixão é um conceito que ficou bastante conhecido através da  professora do departamento de psicologia educacional do Texas, Kristin Neff.

Apesar de estar ganhando proporções cada vez maiores à autocompaixão é ainda um conceito mal compreendido, pois geralmente as pessoas costumam associá-lo a um sentimento de fraqueza ou algo como ter pena de si mesmo.

 Segundo Kristin, a ideia é totalmente contrária ao que muitas pessoas pensam, pois, é justamente quando nos tratamos com mais gentileza é que temos maior probabilidade de nos tornarmos  mais saudáveis emocionalmente e  bem sucedidas nas escolhas que fizermos.

 O que é autocompaixão?

 Autocompaixão significa ter compaixão por si mesma, se tratar com mais gentileza da mesma maneira que costumamos tratar uma amiga que está passando por uma situação difícil.

Sabemos acolher bem o nossa amiga em situações assim, porém quando se trata de nos acolhermos, a situação costuma ser bem diferente. Geralmente somos extremamente críticos, o que pode nos levar a adoecermos emocionalmente.
Para podermos exercer a autocompaixão é preciso:

*Reconhecer nosso sofrimento:

Para trabalharmos a nossa dor,antes precisamos reconhecê-la, afinal só podemos acolher aquilo que conhecemos.Geralmente temos o hábito de escondermos nossa dor. Fazemos muitas vezes de tudo para mascará-la e para que as pessoas não percebam que estamos sofrendo.

Fazemos isso muitas vezes porque acreditamos que falar sobre nossas dores pode transparecer como um sinal de fracasso, porém entender e aceitar que estamos passando por um momento difícil, nos leva ao processo de cura bem mais rápido do que tentar esconder ou ficar remoendo um sentimento ruim.

*Conectarmos com nossa humanidade:

A autocompaixão nos permite uma melhor  compreensão das nossas falhas. Nos ajuda entender que nem sempre falhamos por negligência, mas porque somos humanos, e que pessoas boas também cometem erros.
 Não existem pessoas perfeitas. Em todo o lugar no mundo existem pessoas que podem estar passando por situações semelhantes à minha. Isso nos faz olhar de modo diferente para a nossa dor.

*Cuidado com a autocrítica

Geralmente quando cometemos um erro ou quando sentimos que falhamos em uma determinada situação, nossa primeira reação é a autocrítica e o autojulgamento, ou seja, não somos nem um pouco compreensivo conosco. O problema é que, quanto mais rígidos, nos tornamos menos oportunidades temos de lidar com as situações de maneira mais leve e produtiva.

Como praticar a autocompaixão no dia-a-dia?

Para praticar a autocompaixão é preciso que você:

*Não esconda seus sentimentos

Se estiver passando por um momento difícil, reconheça que você não está bem e que precisa se acolher, cuidar de você, ou seja, permita-se viver sua dor;

*Não se esqueça de que o sofrimento faz parte da vida

 O sofrimento é algo inevitável, mas apesar disso é possível aprender e avançar mesmo diante de uma situação difícil;

*Seja gentil com você.

Aprenda a tratar-se com mais carinho e compreensão e acolher-se nos momentos difíceis da vida.
Quando cultivamos a autocompaixão paramos de ficar nos julgando e olhamos para as nossas falhas com mais bondade e compreensão, além de enxergarmos os nossos problemas dentro de um contexto  da nossa humanidade compartilhada. (Estou sofrendo, mas existem milhares de pessoas no mundo que estão passando por um problema semelhante ao meu).

Author: Adriana FernandesWebsite: http://adrianafernandes.com.br
Psicóloga.CRP 04/39812 Apaixonada por livros. Nas horas vagas escrevo poesia.

Topo