Tecnologia

Mas e se as redes sociais acabarem?

Sim isso pode acontecer, só os mais ingênuos não acreditam que grandes mudanças sempre possam ocorrer.
Tempo de leitura: 3 minutos

Como sobreviver a um apocalipse das redes sociais? Você acorda de repente de um sono profundo. Seu coração parece pesar toneladas, batendo forte no seu peito. Gotas de suor escorrem pelo seu rosto.

Ainda bem que foi só um sonho.

Ou não foi?

Algo faz com que você simplesmente não se sinta bem. Então você pega seu celular ou corre para o computador. Você tenta acessar o Facebook. Nada. Twitter. Nada. Instagram. Nada. 

Pânico.

Algo dentro de você não estava preparado para isso. Todo o tempo que você gastou na construção de sua página fãs e seguidores no Twitter e no Instagram, e agora não há mais nada para mostrar para eles.

Todo mundo se foi.

Bem-vindo ao apocalipse das redes sociais! Será que você e sua empresa ou organização serão capazes de sobreviver a isso? Mas por que um apocalipse das redes sociais é tão devastador para os despreparados?

Pense nisso por um momento:

Até agora, você fez tudo certo - você construiu sua legião de seguidores, você tem contas com inúmeros seguidores, você criou conteúdo envolvente, e você tem se dedicado de forma apaixonada a todas as comunidades das quais participa.

Mas é aí que está o grande problema.

Você não fez nada para mover seus maiores fãs e seguidores para uma publicação que fosse apenas sua, ao invés de usar as marcas e serviços 'alugados' do Facebook, Twitter, ou qualquer outra rede social da moda.

Como você vai sobreviver se as redes sociais acabarem?

Sim isso pode acontecer, só os mais ingênuos não acreditam que grandes mudanças sempre possam ocorrer.

Talvez seja improvável que um gigante como o Facebook seja desativado. Mas o que aconteceria se houvesse uma alteração que limitasse sua capacidade de atingir suas conexões? Isso acontece o tempo todo.

Tome-se, por exemplo, o algoritmo EdgeRank do Facebook. Em um determinado momento, apenas uma pequena porcentagem de seus fãs realmente veem as atualizações que vão para sua página. Isto significa que você está jogando segundo as regras do Facebook.

Você não gostaria de estar no controle e ter seu próprio 'método de sobrevivência de marketing'?

Se você é como eu, você não tem muito tempo a perder. Apostar todas as fichas nas redes sociais da moda, isso é exatamente o que as pessoas fazem quando adotam sites como o Facebook como o único meio de comercialização de seus produtos e serviços, ao invés de um sistema próprio para abrigar toda sua rede de prospecção e venda.

Como se preparar para um apocalipse de mídia social?

A fim de preparar-se para isso, você precisa pensar de uma forma mais holística. Assim como as reservas de suprimentos para tempos difíceis, você precisa se concentrar em usar todos os seus recursos de marketing para trazer seus fãs e seguidores para o seu território.

Trabalhar como faria normalmente para envolver seus fãs e seguidores nessas diferentes redes sociais, mas de vez em quando, oferecer algo especial em troca de alguém assinar sua lista de e-mails.

Isto poderia ser um sorteio, um cupom, ou talvez um conteúdo especial que somente aqueles que se cadastram em seu site/blog receberiam. Desta forma você estaria criando um ciclo de sobrevivência para seu negócio on-line.

Use as redes sociais para trazer as pessoas para a sua lista de emails, podendo assim assumir plenamente o controle de suas conexões. Use seu mailing para encorajar as pessoas a se conectar às suas demais redes sociais, isso fará com que você se torne 'Top-of-Mind', e atinga seus amigos por meio da interação social.

Isto leva à um ciclo que se repete, ou seja, neste cenário temos o crescimento de suas redes sociais e sua lista de e-mail, controlada por você, ao mesmo tempo.

Cuide para fortalecer as relações que ajudam a sobrevivência de seu negócio on-line e off-lline, claro. Não basta limitar-se a interação online. O mundo virtual é um ótimo lugar para dar início a relacionamentos comerciais e porque não pessoais, mas o melhor é que esses relacionamentos continuem no mundo offline.

Eventos presenciais permitem um maior aprofundamento dos laços com o seu público. É preciso determinar o que essas relações significam para a sua sobrevivência.

Você vai descobrir que aqueles que dão o próximo passo para se conectar com você em seu território se tornarão seus melhores clientes e maiores apoiadores.

E quando todos os seus recursos de marketing estiverem trabalhando juntos - online e offline - para mover as pessoas para além das redes sociais, para o próximo nível de conexão, é quando você terá todo o controle sobre como e quando poderá se conectar com seu público alvo.

Você será capaz de sobreviver, enquanto outros sucumbirão diante de um, hoje hipotético (mas possível) apocalipse das redes sociais.

Luis Carlos Weber
Author: Luis Carlos WeberWebsite: https://bit.ly/3eLkTtK
Editor do eZoop! Ceo da MarkupEmpresa Sistema de Gestão. Entusiasta das novas tecnologias. Sempre com um novo projeto na cabeça.

Gostou desse artigo? Compartilhe com seus amigos.

Topo