• Pesquisar
  • Abrir menu

Japão planeja criar blockchain sustentável  

Consórcio do setor privado testa forma digital de depósitos bancários.
Tempo de leitura: 6 minutos
Japão planeja criar blockchain sustentável   

Um grupo de bancos e corporações japonesas está desenvolvendo um sistema para digitalizar depósitos bancários, criando uma rede de pagamentos blockchain. O sistema contorna perfeitamente uma série de questões espinhosas sobre o status legal das stablecoins, além de explorar ‘usos criativos da tecnologia’, como certificados verdes para eletricidade limpa.

O Digital Currency Forum – um consórcio de 74 bancos e corporações japonesas, incluindo o Mitsubishi UFJ Financial Group, Mizuho e Sumitomo Mitsui Banking Corp – lançará uma plataforma de moeda digital em 2022. Existem subcomitês que já investigam casos de uso criativo para dinheiro digital.

Os objetivos do DCF vão além dos objetivos usuais de garantir pagamentos rápidos e baratos e melhorar a inclusão financeira. O fórum está explorando como sua iniciativa, provisoriamente intitulada de DCJPY, poderá contribuir para iniciativas contra as mudanças climáticas, fornecendo provas criptográficas de que a eletricidade comprada nos mercados de comércio de energia foi produzida de forma limpa.

'Tokens de eletricidade' programados para comprar apenas eletricidade limpa podem dar às corporações a capacidade de demonstrar que suas atividades corporativas 'são consistentes com a neutralidade de carbono', de acordo com o relatório de progresso do DCF.

Também poderia criar um maior incentivo econômico para produzir eletricidade usando métodos limpos, uma vez que permitiria que os participantes do mercado expressassem sua preferência por energia produzida de forma sustentável.

A DCJPY usará uma rede blockchain autorizada para 'transformar depósitos bancários em moeda digital', de acordo com um white paper publicado no mês passado .

Veja também

Grupo paga 2,66 milhões por cópia de romance Duna
Comunidades Cardano, Polkadot e Solana dizem que o BitGert BRC20 pode ser uma grande preocupação
Como posso investir em Bitcoin

As blockchains são frequentemente criticadas pelas enormes demandas de energia necessárias para manter sua segurança. No entanto, essas demandas se aplicam apenas a blockchains que, como o bitcoin, fazem uso do mecanismo de consenso de prova de trabalho.

O DCJPY, por outro lado, usará um algoritmo de consenso menos intensivo em energia conhecido como tolerância a ‘falhas bizantina prática’, que é mais adequado para uma rede autorizada, pois funciona melhor com um pequeno número de nós.

Em vez de uma moeda digital do banco central, o DCJPY será uma versão digitalizada do dinheiro do banco comercial. No entanto, uma futura moeda do banco central poderia operar nos mesmos moldes estabelecidos para este projeto.

Como requer principalmente a digitalização de depósitos bancários existentes, o DCF acredita que o projeto evita as dificuldades em relação ao status regulatório das stablecoins por ser distinto dos depósitos bancários.

Um protótipo do DCJPY vem sendo testado em ambiente sandbox desde junho deste ano.

O DCF assume que o DCJPY será emitido por bancos comerciais, da mesma forma que os depósitos bancários. Tanto empresas quanto pessoas físicas terão acesso à plataforma de moeda digital.

A moeda digital será usada quando um usuário retirar dinheiro de sua conta e enviar para a plataforma de moeda digital, onde poderá ser transferido para outro usuário que por sua vez poderá enviar para sua própria conta.

Transferências simples de valor como essa ocorrerão na 'área comum' da plataforma. Casos de uso mais complicados, como o projeto de comércio de eletricidade, estão alocados na área de processos de negócios, onde os pagamentos podem ser programados para serem condicionados à entrega de bens, serviços ou ativos digitais, como tokens não fungíveis ou tokens de segurança.

Os tokens de segurança, que permitem a transferência de propriedade ou direitos sobre ativos distribuídos, já estão operando no Japão.

O DCF tem um subcomitê trabalhando para garantir que a introdução do DCJPY permita a entrega simultânea de tokens de segurança e pagamento em moeda digital. Se os tokens de segurança se espalharem, isso poderá formar a base de uma rede de liquidação de títulos com tecnologia de contabilidade distribuída.

Por enquanto, o projeto estará disponível apenas para uso doméstico dentro do Japão, mas o DCF disse que 'num futuro próximo' ele vai 'pesquisar profundamente e pode considerar a possibilidade de uso por não residentes e uso fora do Japão'. No entanto, também destacou que existem obstáculos ainda não resolvidos em torno da prevenção da lavagem de dinheiro.

O sistema representa um avanço no uso de DLT em redes de pagamentos regulamentadas. Embora a moeda digital seja um ativo dos bancos comerciais, e não do banco central, ela estabelece uma estrutura que os bancos centrais podem adotar facilmente, se for um sucesso.

Embora seu uso na rede de comércio de eletricidade verde ainda esteja sendo explorado, é um exemplo raro de um uso potencialmente valioso da programabilidade do dinheiro.

 

...

 

 

 

MundoZ! Dinheiro
Author: MundoZ! Dinheiro
As informações de investimento apresentadas nesta página se destinam apenas para fins educacionais. Nós não oferecemos serviços de consultoria ou corretagem e nem recomendamos ou aconselhamos investidores a comprar ou vender qualquer tipo de ativo.