MundoZ! Portal de Conteúdo.

Dinheiro

Caixa Econômica Federal pausa financiamentos e oferece descontos por 6 meses

Segundo o presidente da instituição, a ação é uma tentativa de ajudar os clientes em decorrência do agravamento da crise causada pelo Covid-19.
Tempo de leitura: 4 minutos

São Paulo - A Caixa Econômica Federal divulgou nessa segunda-feira, dia 7 de junho, a suspensão ou redução das prestações de financiamento imobiliário por até seis meses. Segundo a direção do banco, a medida visa auxiliar os clientes durante o período da pandemia.

Haverá uma redução de ate 25% no valor das prestações por ate seis meses. Ou ainda uma redução no valor das prestações entre 25% a 74,99% por ate três meses. Sendo que a redução superior a 75% também será possível, embora mediante a apresentação de uma comprovação de renda que deverá ser analisada pela instituição.

Veja também

- Flexibilidade dos empréstimos sem restrição de uso
- Compra de imóvel: 5 dicas para identificar uma boa proposta
- GUIA IMOBILIÁRIO - INCC, o que é e como funciona

Para ter acesso ao desconto, o cliente deve fazer a solicitação através do aplicativo ‘Habitação da Caixa’. A opção esta disponível para os clientes que desejarem renegociar os valores com a instituição.

No fim do prazo de redução das prestações o valor da cobrança deverá voltar ao normal, sendo que os descontos que foram concedidos serão cobrados de maneira proporcional, até o final do financiamento.

Haverá um pequeno acréscimo no valor das prestações, ao longo do tempo, uma vez que esses contratos costumam ter em torno de 10 ou 15 anos de prazo. Então, se o cliente optar pela redução de 25% num período de seis meses, o valor total de desconto, que foi concedido, não voltara a ser cobrado em parcela única e nem mesmo nos seis meses seguintes, mas será pago de maneira proporcional até o final do financiamento.

Embora o anúncio já tenha sido feito pela Caixa Federal, ainda não foi informado quanto tempo demora a aprovação dos pedidos de desconto.

Pausa no financiamento

Além do desconto nas parcelas, também será possível solicitar uma pausa nos pagamentos do financiamento imobiliário. Sendo que neste caso existe um público bem específico:

A pausa nos pagamentos se destina para as famílias que recebem o auxílio emergencial, além daqueles que recebem o seguro desemprego.


A instituição financeira vai arcar com as parcelas ao longo do período de pausa, que pode ser de até seis meses. A Caixa Federal dispõe de todos os dados dos clientes que compõe esses dois grupos, de maneira que poderá garantir que eles se encaixem nas diretrizes do programa.

O pedido de pausa nas prestações também poderá ser efetuado pelo app ‘Habitação da Caixa’ ou ainda pelo número 0800 104 0104.

Otimismo com resultados


O presidente da Caixa Federal informou ainda, os resultados da instituição até agora, em 2021, segundo ele, houve aumento de 41,2% na contratação de crédito imobiliário, comprado com o mesmo período de 2020. Já em comparação com o mesmo período de 2019, o aumento foi de 64,8% , o que inclui o FGTS, ou seja, o programa ‘Casa Verde e Amarela’, além de recursos provenientes da Poupança. Os valores, somam R$ 52,4 bilhões em 2021, ressaltou o executivo.

Se forem considerados somente os contratos com recursos oriundos da Poupança, a instituição financeira atingiu R$ 29,6 bilhões em 2021, também computando o período de janeiro a maio. Essa alta representa um aumento de 112,9% maior do que aquela obtida em 2020, e é 284,4% acima do valor registrado no mesmo período em 2019.


“Nós entendemos que este é o papel da Caixa Econômica Federal, sendo um banco da habitação, manter a posição de liderança no mercado de financiamento para as classes de baixa renda. Embora também seja importante atender a classe média. Tendo como resultado a geração de emprego. Investir neste segmento focado na classe média é importantíssimo para nossa estratégia”, avalia o presidente da instituição.


O executivo enfatizou ainda que a linha de financiamento corrigida pelo rendimento da poupança, anunciada ainda em fevereiro de 2021, já representa mais de 40% de todos os contratos até maio deste ano.



...

 

MundoZ! Dinheiro
Author: MundoZ! Dinheiro
As informações de investimento apresentadas nesta página se destinam apenas para fins educacionais. Nós não oferecemos serviços de consultoria ou corretagem e nem recomendamos ou aconselhamos investidores a comprar ou vender qualquer tipo de ativo.