• Pesquisar
  • Abrir menu

Cinco maneiras de ensinar as crianças a lidar com o medo

Ensine as crianças que o melhor caminho para lidar com o medo é enfrentando-o.
Tempo de leitura: 4 minutos
cinco maneiras de ajudar as crianas a lidar com o medo_2

As crianças podem vir a expressar medos diversos. Medo do escuro, de dormir sozinha, medo de seres imaginários como monstros, bicho-papão, e tantos outros.

O medo é uma emoção básica e necessária pois nos alertar e protege de situações de perigo.

É muito comum nessa fase as crianças expressarem medos reais e imaginários, mas como os pais podem ajudar os pequenos a lidar com tais sentimentos?

Cinco maneiras de ajudar as crianças a lidar com o medo:

Abaixo listamos cinco maneiras que podem ajudar os pais a orientar as crianças a cerca dos seus medos.

  *Estabeleça um vínculo com a criança;

Estabelecer vínculo é estar presente, fazer com que a criança se sinta amada e segura. A criança necessita dessa segurança para que consiga enfrentar os seus medos.

Quando a criança tem certeza dessa segurança, ela sente-se  motivada a superar seus desafios porque sabe que não estará sozinha, pois seus pais estarão lá, para lhe dar suporte.

 *Incentive a criança a expressar seus medos;

Os pais sempre devem incentivar os seus filhos a expressar os seus temores, explicando-lhes que não há problema nenhum em sentir medo, afinal, todo mundo sente um pouco de medo.

Abra sempre espaço para o diálogo para conversar com os pequenos sobre o assunto.

Conte a eles as suas experiências de criança, isso os ajudará a falar dos seus medos com mais liberdade, sem ter receio de serem julgados.

*Acolha os sentimentos da criança;

Acolher é se importar, é dar suporte e procurar uma solução junto com a criança.

Os pais devem sempre estar atentos para não “menosprezarem” o medo dos pequenos.

Quando uma criança diz que tem um “monstro” que está debaixo da cama, para o adulto é imaginário, mas para a criança é muito real.

*Ajude a criança a enfrentar seus medos.

Dar suporte emocional à criança nessa fase é fundamental.

Seu filho tem receio de entrar na piscina, por exemplo. Você pode ajudá-lo aos poucos a superar esse medo.

Antes de entrar na piscina,molhe as mãozinhas dele para que ele sinta a água, depois deixe que ele toque a água, sozinho. Converse  com ele: “Olha como é gostoso tocar na água”.

Gradualmente, Á medida que  ele for se sentindo mais seguro, ajude-o a colocar os pés na água e vá brincando com ele e dizendo palavras de incentivo: “Veja como é divertido”. Assim, você continua incentivando e estando ali por perto dando o apoio necessário, até que ele se sinta seguro para entrar na piscina.

É muito importante não forçar a criança, ou coloca-la de uma vez na piscina. Isso pode gerar um trauma na criança, fazendo com que ela nunca mais queira brincar com água.

Paciência por parte do adulto é fundamental e pode ajudar a criança a superar seus medos.

 *Estimule a criatividade da criança.

Estimular a criatividade dos pequenos pode ser bem útil quando se trata de amenizar situações de medo.

Seu filho tem medo de monstro? Que tal você propor fazer juntamente com ele um desenho desse monstro e montar uma história bem divertida? Quem sabe, o monstro malvado se torna um personagem do bem que gosta de ajudar todas as crianças.

 O medo muda á medida que as crianças vão crescendo e se desenvolvendo.

Começam com medos imaginários como medo do bicho-papão,depois surgem os  medos reais como medo de ladrão, ou até mesmo  de morrer, ou perder alguém importante.

Independente da fase, respeitar os sentimentos da criança e ajudá-la a superá-los fará toda a diferença no seu desenvolvimento emocional.

O que as crianças aprendem com isso?

*As crianças aprendem que sentir medo é natural, pois todo mundo sente um pouco de medo;

*Aprendem que é possível superar os seus temores;

*Que o medo também é importante e que em algumas situações pode até nos proteger;

*Ao ser acolhida, aprende a acolher e respeitar os sentimentos dos outros, desenvolvendo assim sentimento de empatia, tão importante na construção de relacionamentos saudáveis.

 

Adriana Fernandes
Author: Adriana FernandesWebsite: http://adrianafernandes.com.br
Psicóloga.CRP 04/39812 Apaixonada por livros e poesia.