Tecnologia

Anúncios de softwares de espionagem serão banidos pelo Google

A partir de agosto os anúncios oferecendo serviços baseados em tecnologia de spionagem, assim como stalkerwares, serão banidos do Google Ads.
Tempo de leitura: 3 minutos.

A Google divulgou esta semana as mudanças em sua política que trata sobre 'permissão de comportamento desonesto' no Google Ads, segundo a companhia a ação visa: “tornar mais claras as diretrizes de restrição para publicidade, ligadas a spyware e tecnologias de vigilância”. A alteração das diretrizes no Google Ads objetiva eliminar a propagação de tecnologias usadas para espionagem, como os stalkerwares, por exemplo. A nova versão da política do Google Ads deverá “proibir a propaganda de sistemas ou serviços que tenham como objetivo explícito fazer o rastreamento, ou monitoramento de terceiros sem a devida autorização dos mesmos.”

- É possível hackear uma conta do Facebook?
- Como clonar WhatsApp? Isso existe mesmo?
- Como saber se você teve seu Facebook hackeado e o que fazer nesta situação

Os anúncios que visem a comercialização de sistemas com recursos de monitoramento de informações como mensagens de texto, localização, chamadas telefônicas, históricos de navegação na internet, câmeras, microfones e afins sem o consentimento das pessoas serão banidos do Google Ads. Entretanto os serviços para investigação particular (serviços de detetive), além daqueles destinados à 'controle parental', onde os pais possam monitorar as atividades dos filhos na web, continuarão liberados.

- WhatsApp Sniffer. Identificando um aplicativo espião no seu celular

Caso haja violação das novas diretrizes, o Google diz que não deverá suspender a conta do anunciante de forma imediata sem antes enviar um aviso ao administrador. O Google esclarece que o responsável pelos anúncios será notificado com pelo menos sete dias de antecedência, antes do bloqueio da conta. A atualização das diretrizes de publicação de anúncios do Google Ads deverá ser aplicada em todos os países, a partir de agosto de 2020.

O Google já havia implementado uma ação parecida na Google Play Store, há um ano. Quando foram removidos os aplicativos de espionagem de sua loja de aplicativos para smartphones com o sistema operacional Android, isso incluiu também os softwares utilizados para fazer o monitoramento e perseguição de parceiros em relacionamentos considerados como abusivos.

Tags: serviços de detetive, espionagem digital, tecnologias de vigilância, stalkerwares



...

MundoZ! Tecnologia
Author: MundoZ! Tecnologia
Se você gostou do nosso artigo curta, compartilhe com seus amigos. Isso nos ajuda a continuar criando matérias interessantes e conteúdos incríveis para nossos leitores.

Gostou desse artigo? Compartilhe com seus amigos.

Topo