O barco de luxo usado por um famoso gangster americano para transportar contrabando

O luxuoso iate acabou do outro lado do país, em MiamiBeach, na marina de um rico 'empresário' da Florida que precisava de uma embarcação requintada e veloz.
Tempo de leitura: 3 minutos
O barco de luxo usado por um famoso gangster americano para transportar contrabando

Esta embarcação antiga ainda carrega grandes histórias: como o boato de que um famoso mafioso dos anos 20, teria sido seu proprietário. O FlyCloud não teve apenas um proprietário famoso, na verdade ele foi o primeiro modelo construído em 1928 pela Robinson Seagull, por encomenda de Ransom E. Olds, um magnata da indústria de automóveis dos EUA. O FlyCloud unia a elegância de um iate de luxo com o charme das pistas de corrida do início do século XX.

Na década de 20 barcos luxuosos, feitos artesanalmente, eram muito populares entres os endinheirados de WallStreet que costumavam fazer a travessia do East River, entre LongIsland e Manhattan. Ransom E. Olds usou o FlyCloud algumas poucas vezes nos dois anos seguintes à compra, depois terminou vendendo-o, e o luxuoso iate acabou do outro lado do país, em MiamiBeach, na marina de um rico 'empresário' da Florida que precisava de uma embarcação requintada e veloz.

Al 'Scarface' Capone, era o líder de um notório cartel baseado em Chicago e que ficou conhecido como inimigo público número 1 da américa, ganhando fama durante a era da lei seca, a proibição da venda de bebidas alcoólicas nos Estados Unidos dos anos 20. Nos 7 anos em que reinou como gangster, Al Capone dedicou-se ao comércio ilegal de bebidas e à sonegação de impostos, atividade esta que lhe custou a liberdade.

- A vida real de Al Capone - a verdadeira história por trás do filme estrelado por Tom Hardy

A Robinson Seagull construiu o Flying Cloud para os banqueiros de LongIsland, e como exigia a clientela, seu interior contava com luxos como banheiro privativo, cozinha e mesa de carteado suspensa para os endinheirados de WallStreet espantarem o tédio.

Em seu destino pouco nobre o FlyCloud acabou transportando ilegalmente o rum barato proveniente do Caribe e de Cuba ou ainda de Bimini ao longo do estreito da Flórida em direção aos EUA, um corredor que ficou conhecido como rum-running.

Acredita-se que alguns barcos, quando usados para o contrabando de bebidas mais caras - como o uísque canadense, a champanhe franceza e o gim inglês -, chegavam a transportar até $200 mil numa única viagem.

Contudo não se tem evidências claras de que o FlyCloud tenha sido empregado no contrabando de bebidas, embora haja uma foto preto e branco de AlCapone na popa do iate e que pode ser encarada como uma prova de que o barco realmente pertenceu ao gangster. Construído inicialmente para laser, e equipado com um novo motor Mercruiser 2001, o FlyingCloud certamente poderia atender aos gostos e negócios de AlCapone.

O trabalho de restauração do FlyCloud é considerado um dos melhores feitos em barcos antigos, em parte por causa do esmêro na reconstrução dos detalhes, mas principalmente por causa da importância histórica do Flying Cloud.

 

...

Redação MundoZ!
Author: Redação MundoZ!
Se você gostou do nosso artigo curta, compartilhe com seus amigos. Isso nos ajuda a continuar criando matérias interessantes e conteúdos incríveis para nossos leitores.

Topo