Mundo Z! É muito mais conteúdo para você.
  • Pesquisar
  • Abrir menu

Desenvolvedor apoia cultura 'hardcore' no Twitter e consegue estágio de 12 semanas

George Hotz também já foi processado pela Sony por hackear o PlayStation 3 e uma das marcas mais famosas de smartphone.
Desenvolvedor apoia cultura 'hardcore' no Twitter e consegue estágio

Um desenvolvedor de carros autônomos que twittou apoio à cultura 'extremamente hardcore' no Twitter conseguiu um estágio de 12 semanas depois de dizer que quer melhorar a qualidade de pesquisa da plataforma.

George Hotz twittou que ele estaria disponível para um estágio de 12 semanas no Twitter "apenas pelo custo de vida em São Francisco".

O proprietário do Twitter, Elon Musk, respondeu com: "Claro, vamos conversar".

Hotz respondeu com: "Legal, meu número de telefone não mudou" e acrescentou que "não é o cara" se Musk quiser "estabilidade a longo prazo".

“Gosto muito de mergulhar em bases de código complexas e acho que poderia ajudar a documentar e limpar alguns desses 1.000 microsserviços em 12 semanas”, tuitou Hotz para Musk. "Engenharia reversa!"

 

A busca do Twitter é mesmo muito ruim


Antes de se oferecer para fazer o estágio, Hotz perguntou como as pessoas no Twitter se sentiam sobre "a qualidade da pesquisa no Twitter" e o que seria necessário para as pessoas abandonarem o Google para pesquisar no Twitter.

Austen Allred, co-fundador e CEO da BloomTech, respondeu a Hotz dizendo que a busca do Twitter "é realmente ruim" e é "basicamente uma correspondência exata".

Veja também
E se a China ou Russia abatessem os satélites da Starlink

Hotz respondeu que concordava e que ele "irá investigar se há alguma maneira fácil de melhorar isso".

Hotz aparentemente confirmou seu estágio no Twitter respondendo: "foi o que Elon me disse que era meu trabalho e vou tentar o meu melhor para fazê-lo. Tenho 12 semanas".

Ele acrescentou que trabalhará para "tentar se livrar daquele pop-up horrível" que solicita que as pessoas façam login ao navegar no Twitter sem estar logado, acrescentando que "essas coisas arruínam a Internet".

 

Seria o fim do pop-up de login do Twitter?

 

Hotz disse que "considerará seu estágio como uma vitória", mesmo que apenas se livre do pop-up de login, acrescentando que tem uma extensão do Google Chrome em seu laptop que bloqueia o pop-up de login.

Após o e-mail de Musk tarde da noite para a equipe do Twitter que sobreviveu as demissões em massa, pedindo-lhes que se comprometessem a ser "extremamente hardcore", Hotz twittou que "é a atitude que constrói coisas incríveis. Deixe todas as pessoas que não desejam grandeza irem embora."

Em uma resposta no Twitter, Hotz provou que provavelmente poderia sobreviver no Twitter, dizendo que não gosta de trabalhar remotamente e que "iria para o escritório todos os dias".

 

O novo estagiário é o cara que já desbloqueou o iPhone 

 

Hotz ganhou reconhecimento em 2017 quando se tornou a primeira pessoa a desbloquear o iPhone, permitindo que as pessoas usassem seu iPhone em redes diferentes da AT&T. Anos depois, quando tinha 20 anos, Hotz foi processado pela Sony por hackear o PlayStation 3. O imbróglio acabou sendo resolvido fora do tribunal.

Musk e Hotz também têm uma história, conforme descrito em um artigo da Bloomberg de 2015 sobre Hotz desenvolvendo tecnologia de carros autônomos.

Em 2015, Musk supostamente tentou contratar Hotz, dizendo a Hotz que lhe daria um contrato lucrativo se a tecnologia de Hotz pudesse competir com a tecnologia de assistência ao motorista do ex-fornecedor da Tesla, MobilEye.

Hotz desistiu do acordo porque sentiu que Musk vivia mudando os termos do acordo. Musk escreveu a Hotz dizendo que "deveria apenas trabalhar na Tesla" e ofereceu um "bônus multimilionário", mas Hotz recusou a oferta.

Com informações do Businessi Insider.

 

 

...

 

MundoZ! Tecnologia
Author: MundoZ! Tecnologia
Se você gostou do nosso artigo curta, compartilhe com seus amigos. Isso nos ajuda a continuar criando matérias interessantes e conteúdos incríveis para nossos leitores.