Empreendedorismo

8 passos para você tomar coragem e empreender em 2021

Empreender é um aprendizado constante, o dia-a-dia numa pequena empresa costuma ser repleto de desafios que precisam ser superados com muita criatividade.
Tempo de leitura: 4 minutos

Antes de mais nada: Preparação é a essência do sucesso de qualquer empreendimento. O ano de 2020 está se encaminhando para o final e muita gente está com aquela vontade de fazer algo diferente, algo maior, é aquela inquietação que só acomete que tem o empreendedorismo na veia. Lembra dos planos que você fez no final de 2019, então,  se entre eles existir o objetivo de abrir um negócio, você está no lugar certo, temos algumas dicas muito especiais para você.

Se o tipo de empresa que você tem em mente é do tipo tradicional, loja, prestação de serviço ou uma pequena indústria, talvez seja interessante fazer um protótipo do empreendimento antes, mas saiba que o prazo de conclusão dessa fase pode se aproximar de um ano,  já um negócio digital por exemplo, pode ser bem mais rápido.

E que tal entrar o segundo semestre já com seu negócio digital ou tradicional, em pleno vapor?

Com as nossas sugestões aposto que isso é bem provável de acontecer.

1- Aves de mesma plumagem voam juntas.
2- Planejamento é tudo para não ser pego no contra-pé
3- Você pode até ir muito longe sozinho, mas acompanhado você vai mais rápido
4- Procure começar fazendo um pequeno plano de negócios
5- Mas saiba que seu mindset é que realmente faz a grande diferença. 
6- Trabalhe de forma intensa mas equilibrada.
7- Conheça bem os seus clientes.
8- Escolha uma boa equipe. 

1. Aves de mesma plumagem voam juntas

Eventos de empreendedorismo são muito comuns em quase todas as cidades, neles você poderá encontrar pessoas que tem ideias parecidas com as suas, ou mesmo totalmente diferentes, e isso pode te ajudar a lançar um olhar mais abrangente e diferenciado sobre o seu próprio negócio, grandes insights podem sair daí. Sem falar que futuros parceiros de negócios além de clientes também podem estar nos mesmos eventos.


2. Planejamento é tudo para não ser pego no contra-pé

Definido se o seu empreendimento é um negócio digital ou tradicional agora é hora de começar o planejamento da coisa. Antes de mais nada procure saber quantos concorrentes você já tem e se existe uma brecha que eles ainda não estão explorando, essa é sua grande porta de entrada. Depois, faça uma teste, nos negócios digitais o teste é feito com uma versão beta ou um 1.0 do produto ou serviço, isso servirá para você testar o mercado sem entrar de sola, sem investir muito, minimizando os riscos. Se for uma negócio tradicional, faça um protótipo, abra uma loja, prestação de serviço ou indústria em escala reduzida. 

Fazendo isso você poderá avaliar como o mercado reage à aquela sua ideia. E com o feedback dos clientes você poderá melhorar o produto oferecendo exatamente o que o mercado está esperando.

3. Você pode até ir muito longe sozinho, mas acompanhado você vai mais rápido

Se você é 'o cara' das vendas, procure um sócio que seja 'o cara' do planejamento, ou que tenha o conhecimento técnico para produzir, concertar ou organizar tudo na empresa. Nada de querer fabricar á noite e vender o produto durante o dia, isso exigiria que você anulasse sua vida pessoal, no médio prazo, família e saúde seriam seriamente afetados por uma rotina dessas. Principalmente porque sabemos que administrar um empreendimento pode ser muito desgastante, principalmente no início.


4. Procure começar fazendo um pequeno plano de negócios

Qual será o investimento inicial necessário para abrir a empresa? Quanto você precisará vender para atingir o ponto de equilíbrio? Comece seu plano de negócios, que não precisa ser muito detalhado e abrangente nessa fase, respondendo a essas duas questões. Se você é o principal suporte financeiro da família, precisa estar preparado para lidar com um fluxo de caixa apertando no início do empreendimento. Para isso é importante estar devidamente preparado, com uma boa reserva financeira, lembrando que a sua reserva financeira NÃO deve ser investida no negócio, você vai mexer nela em caso de extrema necessidade, se realmente faltou dinheiro para bancar as despesas da casa, e mais, sua reserva financeira precisa ser suficiente para manter seu padrão de vida por pelo menos um ano, caso seu negócio demore para engrenar.

5. Mas saiba que seu mindset é que realmente faz a grande diferença

Modelos mentais podem variar muito em cada pessoa, você precisa encontrar os fatores que te motivam, suas convicções e crenças  mais arraigadas, são elas que determinarão a maneira como você encara as diversas situações com que terá que lidar na sua jornada como empreendedor. E sobre modelos mentais que podem fazer toda a diferença, principalmente em momentos de crise, procure se inspirar em personalidades do empreendedorismo e mesmo em atletas de ponta que ao se verem diante de situações adversas, ao invés de se encolherem, deixando-se levar pelas circunstâncias e críticas costumam redobrar os esforços para enfrentar e superar fases ruins.


6. Trabalhe de forma intensa mas equilibrada

Os bons resultados costumam resultar de muita inspiração (10%), e muita transpiração (90%). Empreender pode exigir alguns sacrifícios, como reduzir o convívio com a família e amigos, por isso é importante deixar isso bem claro aos familiares preparando-os para um período onde você estará ausente. Deixe claro que é apenas uma fase que deve durar até o empreendimento atingir seu ponto de equilíbrio, quando o faturamento passa suprir os custos da empresa, quando as contas saem do vermelho.

Depois que o negócio chegar na fase do equilíbrio das contas, procure voltar a ter uma vida mais regrada, sendo mais presente na família e no seu grupo de amigos. A grande maioria dos negócios tem épocas de retração, o que chamamos de sazonalidade, procure aproveitar essas fases para tirar folga, viajar com a família, diminuir o rítimo. 


7. Conheça bem os seus clientes

Parece óbvio, mas você ficaria surpreso com o número de empreendedores que se lançam ao mar sem nem ao menos saber nadar. Vender é muito mais do que apenas abrir um ponto comercial com uma placa e esperar que os clientes apareçam, você precisa conhecer seu público alvo e uma das maneiras de construir a sua persona, usando um termo muito comum no marketing digital, é procurar por feiras de empreendedorismo e eventos focados no seu tipo de consumidor, procure conversar com as pessoas e apresentar seu projeto, veja as reações, use isso para ajustar seu plano de negócios.


8. Escolha uma boa equipe

Contratar bons ajudantes pode até parecer uma tarefa complicada, mas procure por pessoas que tenham pelo menos alguma visão de médio prazo, procure pessoas que saibam o que desejam fazer nos próximos 5 anos. Não importa se você está contratando o pessoal dos serviços gerais ou um integrante para o time de vendas, pessoas que tem metas costumam ser muito mais comprometidas e dedicadas ao trabalho. Uma pessoa que tem o objetivo de comprar um apartamento dentro dos próximos 5 anos certamente demonstrará mais empenho e dedicação ao trabalho do que uma que simplesmente não tem nenhum plano no horizonte. Isso também ajudará a reduzir a rotatividade do seu pessoal, menor rotatividade, menos tempo gasto com recrutamento e treinamento de novos colaboradores.


9- Nunca deixe de aprender

Empreender é um aprendizado constante, o dia-a-dia numa pequena empresa costuma ser repleto de desafios que precisam ser superados com muita criatividade, mas não fique apenas no aprendizado prático, procure fontes onde você possa entender os conceitos por trás da prática, isso vai te dar uma grande vantagem sobre aqueles seus concorrentes que não são muito afeitos à leitura de bons livros sobre empreendedorismo, vendas, marketing ou mesmo teorias econômicas - empreendedor também precisa saber identificar os ciclos da economia para nunca ser pego no contra-pé por um recessão que ele nem sabia que já estava às portas.

E como nossa missão aqui é te dar alguma inspiração sugerimos que você comece lendo 'A estratégia do Oceano Azul. Tornando a concorrência irrelevante.' , esse livro pode te dar uma visão muito mais ampla do que é empreender e como você pode usar o mercado que já existe e que está sendo disputado pelos seus concorrentes ao seu favor.

 

 

 

 

 

Author: Empreendedorismo

Gostou desse artigo? Compartilhe com seus amigos.

Topo