MundoZ! Portal de Conteúdo.

Cinema

Como a Liga da Justiça de Zack Snyder 'redime' todos os personagens

A Liga da Justiça de Zack Snyder já está disponível e redime os seus personagens principais de como haviam sido retratados nas produções anteriores da franquia.
Tempo de leitura: 6 minutos
Como a Liga da Justiça de Zack Snyder

A Liga da Justiça de Zack Snyder resgata cada um dos personagens principais do filme. Com o que está sendo chamado de 'Snyder Cut' agora disponível na HBO Max e outras plataformas de streaming internacionais, as comparações com a versão anterior em 2017 agora são inevitáveis.

Há poucas dúvidas em relação à qual é a melhor versão, com versão editada agora quase deixada para trás pela recepção geral positiva que o 'Snyder Cut' teve.

Aviso de spoilers sobre 'Liga da Justiça' de Zack Snyder.

Com o dobro da duração de sua contraparte de duas horas, e com cada ponto da história agora restaurado, analisar a versão editada de Liga da Justiça agora não requer mais nenhuma especulação ou teorização.

Uma coisa que agora está absolutamente clara é o quanto o próprio filme foi prejudicado pela Warner Bros em sua decisão de última hora de retrabalhar a história tão drasticamente. Além disso, virtualmente todos os personagens principais do filme foram de alguma forma prejudicados pelo que a Liga da Justiça se transformou (assim como toda a franquia DCEU), com alguns personagens suportando o peso disso mais do que outros.

Sobre Liga da Justiça

O 'Snyder Cut' desfaz tudo isso com a história agora se desenrolando como Snyder pretendia desde o início, e o papel planejado de cada personagem agora sendo devolvido como o que deveria ter sido. A história de 'Snyder Cut' tem sido uma de inúmeras surpresas e frequentemente até mesmo choque total com as decisões desconcertantes feitas para alterar o filme na décima primeira hora.
Com a versão de Snyder lançada, a Liga da Justiça agora tem uma estreia cinematográfica infinitamente melhor do que o monstro Frankenstein costurado que o filme de 2017 foi. Veja como o 'Snyder Cut' resgata todos os personagens principais do filme.

Sobre Liga da Justiça

Cyborg

Como o personagem cuja história foi mais prejudicada em Liga da Justiça de 2017, o Cyborg de Ray Fisher voltou a ser "o coração do filme", como Snyder o descreveu há muito tempo. Na 'versão editada', o flashback do acidente de Victor Stone e sua transformação em Cyborg foi completamente removido, substituído por uma versão refeita de sua participação especial em Batman x Superman: Dawn of Justice, enquanto sua mãe Elinor Stone, interpretada por Karen Bryson, também foi excluída do filme.

Apenas algumas cenas (a maioria refilmadas) permaneceram para dar aos telespectadores a essência dos poderes de Victor e sua origem. No 'Snyder Cut', Victor voltou a ser essencialmente o personagem principal, e o filme agora acontece como uma história de origem para sua transformação em Cyborg, que se baseia em sua aparição anterior.

Sobre Liga da Justiça

Além dos dias de futebol de Victor, seu acidente de carro e a perda de sua mãe agora sendo restaurada, uma seção inteira do filme é dedicada a Victor pegando o jeito de suas habilidades cibernéticas, que correm paralelamente à origem do Dr. Manhattan em Watchmen.

O rancor que Victor nutre por seu pai Silas (Joe Morton) por sua transformação agora também tem muito mais peso, assim como seu relacionamento de forma geral. O Silas de Morton também é agora muito mais desenvolvido do cientista genérico do governo que ele era na versão editada para um pai genuinamente amoroso, e sua cena de morte (não presente na versão editada) age fortemente com Victor tendo gradualmente se afastado de Silas.

Sobre Liga da Justiça

Victor se mostra essencial para impedir que as 'Caixas-Mãe (Mother Boxes)' formem a Unidade no final, e quando confrontado com a tentação de unir forças com Apokolips, ele a deixa de lado, agora percebendo que "Não estou acabado e não estou sozinho." No final do filme, Victor percebe o herói que pode ser ao lado da Liga da Justiça, prestando homenagem a seus pais em suas lápides e agora em paz total com seu novo corpo.

O Flash

Sempre pretendendo ser o membro mais idiota da equipe, a injeção de comédia nas refilmagens de Liga da Justiça foi um exagero com o Barry Allen de Ezra Miller. Na versão editada, o diálogo de Barry frequentemente caía em completa falta de sequência para adicionar mais humor ao seu papel, como em Barry perguntando aleatoriamente "O que é brunch?" Em seu primeiro encontro com Bruce Wayne.

No 'Snyder Cut', Barry ainda é a fonte de grande parte do humor do filme, mas agora parece muito mais natural devido à sua juventude, sua admiração de fanboy pelos heróis que o chamaram para lutar ao seu lado, e sua excessivamente leve personalidade sincera.

Sobre Liga da Justiça

A introdução de Barry no filme também lhe dá um ponto de partida muito melhor agora, mostrando-o resgatando Kiersey Clemons de um acidente de carro em câmera lenta e formando o casal que eles acabaram por se tornar.

O relacionamento de Barry com seu pai injustamente preso, Henry, interpretado por Billy Crudup, agora também é visto de forma completamente diferente. Devido à remoção das refilmagens em torno dele, o desespero de Barry para absolver seu pai pelo assassinato de sua mãe agora tem uma forma real para o jovem herói, mostrando totalmente como Barry se sente torturado por ter que falar com seu pai por trás do vidro.

Isso aumenta o entusiasmo de Barry em entrar para a Liga porque ele sabe que 'precisa de amigos' e isso tem um efeito diferente também, a chance de unir forças com os heróis que ele tanto admira agora parecendo um sonho tornado realidade para Barry.

Como Cyborg, The Flash também é fundamental para parar a Unidade, Barry se esforçando para correr mais rápido do que nunca antes, a fim de reverter o tempo apenas o suficiente para dar a Victor outra chance de interagir com as 'Caixas Mãe'.

Sobre Liga da Justiça

Com a vitória da Liga, Barry continua determinado a libertar seu pai, mas agora não está mais preso pelo desespero que o oprimia antes, ele está mais livre do que nunca em sua corrida final para Central City no final do filme. (O estranho estilo de corrida com as mãos na cintura do Flash da versão editada felizmente também se foi!)

Homem Morcego em Liga da Justiça

A história de Bruce Wayne sob a direção de Snyder foi planejada para fluir de uma maneira muito específica, com Bruce caindo na violência e paranóia em Batman x Superman, e retornando a ser o herói que era, depois de ser trasido à luz pelo sacrifício do Superman.

A versão editada de Liga da Justiça retratou Batman simplesmente se tornando mais irracional de uma maneira diferente, excessivamente seguro em seus planos, e tão cheio de culpa por sua agressão ao Superman que ele não consegue pensar com clareza. No 'Snyder Cut', a reverência recém-descoberta de Batman pelo Superman agora é um guia ao invés de um porrete para ele e para a Liga.

Desta vez, a ideia de trazer o Superman de volta é muito mais um acordo entre a Liga, com Batman levando em consideração como a 'Caixa-Mãe' funciona e quanto tempo eles terão antes que Lobo da Estepe venha buscá-la.

Sobre Liga da Justiça

Batman agora está de volta como o estrategista afiado que sempre foi, com sua perseguição solo de Batmóvel contra os Parademons na batalha climática agora sendo uma situação à qual ele simplesmente tem que se adaptar até que o resto da Liga chegue, em vez de emergir de sua atitude na versão editada de simplesmente mergulhar de cabeça em tudo sozinho em uma tentativa de se redimir.

Batman é agora um líder em todos os sentidos que não era na versão de 2017, e sua fé no Superman agora emerge não da necessidade de se autoflagelar, de sua culpa, mas de um Batman que realmente vê o Superman como um herói depois de sua experiência passada juntos.

Quando o filme termina, Batman e o Coringa de 'Jared Leto's também aparecem numa invocação ao apocalipse de Knightmare, e sua recepção à Martian Manhunter na cena final fecha um círculo completo em torno de sua antiga desconfiança em visitantes alienígenas para sua crença no heroísmo que todas as pessoas podem alcançar.

Mulher Maravilha

Saindo do sucesso da Mulher Maravilha, a Diana de Gal Gadot foi fortemente sexualizada na versão editada, com fotos provocativas dela por trás, Aquaman batendo nela enquanto estava sentada em seu laço e O Flash caindo em seu peito durante a batalha.

Com tudo isso retirado no 'Snyder Cut', o foco está em Diana como uma guerreira e aquela que deve ajudar o Cyborg. Sua primeira grande cena de ação no filme é o resgate dos reféns no banco que foi visto na versão editada, culminado com o heroísmo de Diana inspirando uma garota entre os reféns a perguntar "Posso ser como você algum dia?" com Diana respondendo" Você pode ser o que quiser."

Sobre Liga da Justiça

Diana também é uma integrante tão essencial na formação da Liga quanto Batman. Reconhecendo a flecha de Hipólita disparada para alertar sobre uma invasão iminente, Diana deixa Bruce a par do ataque anterior de Darkseid à Terra, e do que as 'Caixas-Mãe' são capazes.

Diana é mais uma vez a recrutadora de Cyborg no 'Snyder Cut', mas suas interações agora também têm mais impacto com as perdas que ambos sofreram. Além disso, a Mulher Maravilha, sendo a guerreira amazônica da equipe, é agora quem dá o golpe mortal em SteppenWolf, cortando sua cabeça enquanto ele é enviado pelo Boom Tube para Apokolips, em vez de simplesmente quebrar seu machado em um milhão de pedaços.

Como personagem dos primeiros filmes da DCEU, a Mulher Maravilha retorna à semideusa empunhando espadas como fez na Primeira Guerra Mundial, destemida, assim como suas companheiras Amazonas.

Aquaman

Com o maior filme da DC de todos os tempos também sendo trazido para o 'Snyder Cut', Arthur Curry de Jason Momoa é mais uma vez um solitário andarílho sem nenhuma afeição por sua herança atlante. Enquanto os restos disso ainda estavam presentes na 'versão editada', o filme percorreu sua história de uma forma muito vaga.

No 'Snyder Cut', Arthur pode não querer ter nada a ver com Atlântida, mas o mar sempre o chama, e ele pode pelo menos desfrutar de uma viagem ao fundo do oceano para ver as ruínas abandonadas de um posto avançado atlante.

O Vulko de Willem Dafoe, agora restaurado no 'Snyder Cut', incita Arthur a carregar o tridente de sua mãe e se aventurar em Atlantis, alertando sobre um conflito em andamento, e embora Arthur mantenha seu desinteresse em se tornar rei, o estímulo de Vulko agora dá contexto à intervenção de Arthur contra Steppenwolf.

Sobre Liga da Justiça

O relacionamento de Arthur com Diana também descreve mais da história entre seus dois povos e seus conflitos anteriores. Devido à partida de Diana de Themyscira há muito tempo e à falta de conexão de Arthur com Atlântida, os dois encontram um terreno comum enquanto recuperavam o corpo do Superman.

Arthur também é mais uma vez o guerreiro que empunha um tridente e como os espectadores o conheciam, com suas cenas de ação agora mais impactantes e estimulantes, Arthur ainda irritado com Barry fazendo-o tropeçar durante a batalha. No filme Aquaman visita seu pai, ainda o herói mais rude da Liga, mas agora entendendo o que pode realizar quando se permite lutar ao lado de outros.

Super Homen

Não apenas o Homem de Aço é retratado muito melhor no 'Snyder Cut' do que na versão editada do filme, ele também é possivelmente o maior destaque de como as refilmagens eram inúteis.

No início, há a atualização óbvia na falta de um CGI melhor para esconder o bigode de Henry Cavill de MIssão Impossível - Fallout, o que acabou gerando uma grande piada sobre Liga da Justiça.

Uma vez que Superman recupera os sentidos após sua pós-ressurreição (após uma batalha no Heroes Park com a Liga tentando tirá-lo de lá), Clark, sabendo que é indispensável para a Liga da Justiça, não perde tempo em voltar para seu velho e heróico eu, envergando seu novo traje preto de Superman encontrado na nave kryptoniana e juntando-se a seus companheiros para derrotar o Lobo da Estepe.

Sobre Liga da Justiça

É aqui também que a versão editada parece mais confusa do que nunca. Embora pretendesse apresentar uma visão classicamente esperançosa do Superman após a recepção dividida para Homem de Aço e Batman x Superman, isso é exatamente o que ele foi em 'Snyder Cut' o tempo todo.

A partir do momento em que ele levanta vôo com o novo traje, Superman está alegre, otimista e confiante, e até mesmo solta uma frase de efeito com sua entrada "não estou impressionado" na batalha final.

As refilmagens (que eram quase todas as filmagens do Superman na versão editada) fizeram pouco mais do que apenas inserir algumas frases de efeito diferentes e fazer com que Superman carregasse um complexo de segurança, ao mesmo tempo, em que lidava com a dor de cabeça de ter que se livrar do infame bigode de Cavill em Missão Impossível.

Sobre Liga da Justiça

No 'Snyder Cut', Superman é o herói que tanto os apoiadores quanto os céticos dos filmes de Snyder estavam esperando para ver, com as falhas atribuídas a ele pela versão editada agora ficando para trás.

Lobo Da Estepe

Nessa versão Steppenwolf se torna um vilão muito melhor. Depois de um redesenho para a versão editada que suavizou sua aparência exterior consideravelmente, Steppenwolf volta a ser um cavaleiro do mal pontiagudo numa armadura brilhante mais uma vez.

E não se resume a apenas isso, mas sua completa ausência de empatia ou remorso por qualquer um que ele abata com seu machado, e a eficiência absoluta com que ele faz isso, agora o torna um vilão muito mais temível do que antes.

Comparado ao design mais humanóide que ele recebeu na versão editada, a aparência de Steppenwolf e sua sede de sangue agora parecem uma recompensa real pelo aviso de Lex Luthor ao Batman de "Ele está com fome, nos encontrou e está vindo!"

Sobre Liga da Justiça

Embora Steppenwolf seja uma monstruosa máquina assassina no 'Snyder Cut', o filme também o torna um vilão trágico. Onde Steppenwolf simplesmente se gabou de que "Este mundo é meu por direito!" Em 2017, sua perversidade agora decorre de Steppenwolf ser essencialmente um servo contratado de Darkseid.

Advertido por DeSaad de que ainda deve conquistar outros 50.000 mundos antes de poder retornar a Apokolips, Steppenwolf está agora muito mais desenvolvido do que a descrição da Mulher Maravilha de que "Ele foi criado apenas para conquistar", na versão editada.

Embora os espectadores ainda não devam ter empatia completa com sua ferocidade, sua decapitação pela Mulher Maravilha e sua cabeça girando literalmente sob a bota de Darkseid são um fim visceral para ele.

Sobre Liga da Justiça

Juntamente com o quão genuinamente assustador ele agora seja, tudo que faltava ao Steppenwolf em 2017, ele agora recuperou no corte Snyder.

Lois Lane E Martha Kent

Tanto Lois Lane quanto Martha Kent foram seriamente degradadas na versão editada de Liga da Justiça, particularmente na reunião da sala de descanso do filme.

O 'Snyder Cut' as devolve aos personagens fortes que elas eram antes e como os pilares da vida de Clark que elas sempre foram. Lois, que agora está grávida, ainda está em seu período de luto pela morte de Clark, ampliado por Clark ter se sacrificado para salvar o mundo da violência do Doomsday.

Incentivada por Martha (mais tarde revelada ser, na verdade Martian Manhunter disfarçada) a seguir em frente com sua vida como Clark gostaria que ela fizesse, Lois agora traz Superman de volta ao seu antigo eu de uma maneira muito mais direta e pessoal do que simplesmente ser "uma grande arma" na versão editada, chegando ao Heroes Park para trazer Clark para a Terra e literalmente salvar a Liga por conta própria.

Sobre Liga da Justiça

Embora a própria Martha apareça no filme muito menos do que Lois, em parte devido à já mencionada revelação do Martian Manhunter, ela é mostrada em um enfoque muito melhor como uma mãe enlutada despejada de sua casa.

A ausência das refilmagens agora a faz abraçar Clark após sua ressurreição, e sua reconquista da fazenda Kent depois que Bruce "comprou o banco", apresentando momentos muito mais emocionantes do que antes. Como os próprios heróis e vilões, Lois e Martha também são muito importantes no 'Snyder Cut'.

Coringa



Embora seja apenas uma adição recente ao filme depois que Snyder foi capaz de fazer algumas filmagens adicionais em 2020, o Coringa de Jared Leto tem a chance de um retorno depois de seu papel reduzido em Esquadrão Suicida, e o 'Snyder Cut' tira o máximo proveito disso.

Descrito por Leto como uma "evolução" do personagem, o Coringa se tornou o psicopata assustador que a atuação de Leto teria criado. Mostrado na provocação do futuro Knightmare no final do filme, Joker une forças com Batman, Cyborg, the Flash, Mera e Deathstroke para desfazer os eventos que levaram à conquista da Terra por Darkseid.

Sobre Liga da Justiça

Ele e Batman estabelecem uma trégua, com o Coringa apresentando ao Cavaleiro das Trevas uma carta coringa significando sua nova aliança contra Darkseid.

Ainda assim, o Príncipe Palhaço do Crime não consegue resistir à chance de irritar Batman com frases sobre o assassinato de Robin, como se o desafiasse a estrangulá-lo até a morte ali mesmo. O novo visual de Leto como o Coringa se encaixa perfeitamente na estética de Knightmare, e sua atuação nos minutos finais do filme é a mais arrepiante que ele já fez no papel.

Apenas um ano atrás, o tempo de Leto como Coringa parecia quase certo ter acabado, mas apesar de quão truncado seu papel no Esquadrão Suicida acabou sendo, o 'Snyder Cut' o traz de volta para uma aliança tensa Batman-Coringa para desfazer a invasão de Darkseid à Terra.

Sobre Liga da Justiça

Tudo sobre a chegada do 'Snyder Cut' foi contra-intuitivo e radicalmente atípico comparado a qualquer outro filme de super-herói já lançado. Como o primeiro filme da Liga da Justiça, agora pode ser definitivamente dito que a versão editada causou um grande dano à marca DC e ao retrato cinematográfico de quase todos os personagens de sua lista.

Como Barry Allen voltando ao passado, a Liga da Justiça de Zack Snyder desfaz tudo isso, dando ao filme e a cada personagem nele uma segunda chance incrivelmente rara que nunca teriam obtido de outra forma, e uma que a DCEU precisava muito.

Principais datas de lançamento

O Esquadrão Suicida (2021)
Data De Lançamento: 06 De Agosto De 2021

O Batman (2022)
Data De Lançamento: 04 De Março De 2022

DC Super Pets (2022)
Data De Lançamento: 20 De Maio De 2022

The Flash (2022)
Data De Lançamento: 04 De Novembro De 2022

Aquaman 2 (2022)
Data De Lançamento: 16 De Dezembro De 2022

Shazam 2 (2023)
Data De Lançamento: 02 De Junho De 2023

 

Tags: Liga da justiça, Liga da justiça lançamento, Liga da justiça filme, DC Liga da justiça, filme Liga da justiça, cinema Liga da justiça, elenco Liga da justiça, atores Liga da justiça, diretor Liga da justiça, edição Liga da justiça, Lois Lane Liga da justiça, Coringa Liga da justiça, Clark Liga da justiça, Batman Liga da justiça, Diana Liga da justiça, Mulher maravilha Liga da justiça, Snyder Liga da justiça, Aquaman Liga da justiça, The Flash Liga da justiça,

...

MundoZ! Cinema
Author: MundoZ! Cinema
Se você gostou do nosso artigo curta, compartilhe com seus amigos. Isso nos ajuda a continuar criando matérias interessantes e conteúdos incríveis para nossos leitores.

RELACIONADOS

Por que a Marvel não dará um filme para Hawkeye

Jeremy Renner estaria hesitante em interpretar Clint Barton?
Tempo de leitura: 8 minutos
Cinema

Cinema

Bastidores de Avatar 2 com foto de Sigourney Weaver

Em seu primeiro lançamento em 2009, “Avatar” teve a maior bilheteria de todos os tempos nos últimos dez anos, tendo arrecadado US$ 2,7 bilhões no mundo todo.
Tempo de leitura: 3 minutos.
Cinema

Cinema

Missão: Impossível 7 e 8 adiadas por causa da pandemia

O contra tempo nas gravações de Missão: Impossível 7 e 8 é mais um sintoma da crise que se abateu sobre a indústria do entretenimento.
Tempo de leitura: 3 minutos.
Cinema

Cinema

Quem é a mulher misteriosa no trailer de Loki?

Quem é a mulher misteriosa no trailer de Loki?

Os fãs acham que a Viúva Negra pode estar retornando.
Tempo de leitura: 3 minutos.
Cinema

Topo