• Pesquisar
  • Abrir menu

7 cuidados que se deve ter ao alugar um imóvel

Evite as dores de cabeça quando for alugar o seu próximo imóvel.
Tempo de leitura: 5 minutos

O aluguel é algo muito comum na vida da maioria dos brasileiros, e isso se deve, em grande parte, ao fato do alto preço dos imóveis que chegaram a ter um aumento de mais 170% no final da década passada, depois que o governo instituiu o programa Minha Casa, Minha Vida, que visava facilitar a aquisição da casa própria, mas que no final das contas acabou criando uma grande bolha imobiliária, que inflou o preço dos imóveis no país todo e que acabou por tornar mais difícil a compra de imóveis pela população de baixa renda.

Outra explicação para a procura de imóveis de aluguel pode estar ligada a liberdade de poder morar onde quiser e não ter que se preocupar com manutenção e reformas.

Independente de qual seja o caso, é muito importante tomar alguns cuidados ao alugar um imóvel. Escolher onde morar é algo que tem que ser feito com cuidado quando você está vai fechar um contrato de locação.

Isso porque é comum ocorrerem certas ‘dores de cabeça’, principalmente se você deseja morar nos grandes centros urbanos. Sempre existe a necessidade de se observar alguns pontos que podem fazer uma grande diferença nesse processo e sem dúvidas irão evitar maiores problemas.

Vamos ver um pouco mais sobre os principais cuidados que se deve ter ao alugar um imóvel.

Verifique as condições em que se encontra o imóvel


Existem dispositivos legais que regem o aluguel de imóveis, como é o caso da lei do inquilinato. Ela também disciplina as condições de conservação que o imóvel deve apresentar no momento da locação.

De acordo com a lei, é obrigatório que o imóvel esteja em condições adequadas para ser habitado. É necessário que todas as peças sanitárias estejam devidamente instaladas, assim como o sistema de água e luz também estejam em pleno funcionamento. No imóvel não deve existir paredes mofadas, infiltrações ou vazamentos capazes de trazer algum tipo de risco à vida e saúde das pessoas que ali residem.

Ao alugar um imóvel tente buscar a melhor opção

Sabemos que nem sempre isso é possível, mas outra dica para quem está procurando um imóvel é ter paciência e procurar a melhor opção disponível na faixa de preço que você pretende pagar.

Muitas pessoas cometem um erro ao escolher um imóvel de forma precipitada, o que pode resultar inúmeros problemas. Nesse caso, o ideal é que você pesquise em todos os lugares possíveis, de imobiliárias à grupos de aluguel nas redes sociais, as melhores opções de imóveis. Se for preciso, utilize plataformas on-line, ou até mesmo faça um passeio pela vizinhança, ou pergunte aos conhecidos.

Alguns proprietários de imóveis ainda não conhecem as ferramentas de divulgação na internet.

Solicite ou faça você  mesmo uma vistoria cuidadosa do imóvel

Antes de alugar um imóvel, você deve fazer uma vistoria detalhada de todo o local. Ela deve ser feita em todos os cômodos do imóvel, com detalhes de cada uma das características que estes cômodos possuem. Faça anotações, isso vai ajudar muito.

Alguns exemplos de detalhes que devem ser observados dizem respeito a possíveis rachaduras, o estado do sistema elétrico e da pintura, alguma dificuldade em abrir janelas e portas, o sistema hidráulico, dentre outros.

O responsável pela vistoria deve verificar todo e qualquer tipo de problema relacionado à estrutura do imóvel, de modo a esclarecer o inquilino sobre possíveis problemas.

Faça um contrato de locação

Na hora de alugar um imóvel, é necessário elaborar um contrato que irá proteger tanto o locador quanto o locatário.

É interessante também buscar informações sobre as cláusulas que podem estar inseridas neste contrato através da lei do inquilinato, de modo a evitar a inserção de cláusulas abusivas, como o direito de o proprietário poder entrar no imóvel a qualquer hora com a desculpa de ‘fazer inspeções’. Isso é muito comum em locações particulares onde não há a intermediação de uma imobiliária.

Se você não sabe como fazer contrato de aluguel, temos algumas informações primordiais que devem estar presentes neste documento, como é o caso da duração da locação, o prazo mínimo do contrato, o valor da mensalidade do aluguel, o endereço onde está localizado o imóvel, as regras em caso de desistência (recisão) antes do prazo que foi estipulado contratualmente, algumas possíveis taxas e os reajustes anuais.

Use a garantia de locação

A garantia de locação pode proteger o locatário contra possíveis danos causados pelo locador e vice-versa. Sendo assim, você deve utilizar este tipo de garantia no contrato. No entanto, é necessário deixar claro que somente pode ser usado como forma de garantia, sob pena de nulidade do contrato. Portanto, ela deve ser estipulada de acordo com o que diz a lei do inquilinato.

Os cuidados que se deve ter ao sair do imóvel

Um dos momentos de maior tensão e discussão entre os inquilinos e os proprietários de imóvel é justamente o momento da desocupação do imóvel. Isso ocorre, pois, alguns locatários acabam aplicando regras consideradas abusivas.

Um bom exemplo de regra abusiva geralmente imposta pelos locatários é a da repintura do imóvel. Eles acabam exigindo que a pintura seja de uma determinada cor e que a tinta usada tenha uma determinada marca. 

Quanto aos possíveis débitos que existam no momento em que o inquilino esteja saindo do imóvel, todos eles devem ser quitados pela pessoa que residia no local, o locatário.

Além do mais, este imóvel deve ser entregue da mesma forma que o inquilino encontrou na hora de alugar, de modo que seja possível ao proprietário alugar novamente o imóvel sem perder tempo ou enfrentar maiores problemas.

Sobre os direitos e deveres

As leis foram elaboradas para garantir os direitos, tanto de inquilino quanto do proprietário. E nesse caso, um exemplo que podemos citar é a lei do inquilinato.

A lei 8.245/91 trouxe algumas novidades no que tange a relação entre inquilinos e locadores, versando sobre os deveres dos inquilinos e não apenas os seus direitos.

Portanto, antes de alugar um imóvel, é necessário que o interessado faça uma breve leitura dessa lei e veja o que ela tem a dizer sobre seus direitos e deveres, de modo a manter a sua conduta de acordo com aquilo que está previsto no dispositivo legal.

Algumas das obrigações que podem ser encontradas na lei do inquilinato são, a obrigação de manter o imóvel da mesma forma em que encontrou e cuidar dele como se fosse a sua propriedade, bem como devolver da mesma forma como estava quando foi contratado.

Outra previsão legal disposta na lei diz respeito a desistência por parte do inquilino. De acordo com o dispositivo, o locador poderá estipular uma multa caso o locatário desista antes do prazo fixado em contrato.

Assim, fechamos a nossa lista de cuidados que a pessoa que está prestes a alugar um imóvel deve ter. Logo, para evitar maiores problemas e não ter maiores problemas com o seu contrato de aluguel, procure ficar atento a todos os itens da nossa lista.

 

...

MundoZ! Casa e Decoração
Author: MundoZ! Casa e Decoração
Se você gostou do nosso artigo curta, compartilhe com seus amigos. Isso nos ajuda a continuar criando matérias interessantes e conteúdos incríveis para nossos leitores.